Louis Vuitton causa polêmica em Moscou

dezembro 01, 2013

Publicado hoje, n'O Globo.



Certamente o grande revolucionário comunista Vladimir Lenin já teve grandes sonhos enquanto caminhava pelas pedras da belíssima Praça Vermelha, em Moscou. No entanto, eu acredito que, nem nos seus mais desenfreados devaneios, ele jamais imaginou que um dia ela seria invadida por um símbolo gigantesco do capitalismo. Literalmente.

Foi instalada, na semana passada, uma mala Louis Vuitton de proporções de fazer inveja a qualquer monumento da cidade de Itu. O tamanho da polêmica causada pelo objeto, como se pode imaginar, foi diretamente proporcional à mala de 9 metros de altura e 30 de largura e, ontem, 3 dias depois do fim da sua montagem, ela já foi removida por ordem das autoridades russas.

O objetivo da Louis Vuitton era instalar, dentro da mala, uma exposição temporária que ficaria aberta do 2 de dezembro ao 19 de janeiro. A mostra seria dedicada a contar a história da marca francesa através das suas mais clássicas criações em seus 150 anos de existência. O enorme objeto será montado em um local ainda não divulgado da capital russa e o pobre Lenin, que está enterrado logo ali ao lado, poderá voltar a descansar em paz.

Posts relacionados

4 comentários