terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Os melhores momentos de 2013 em Paris

Inspirada pelo vídeo de melhores momentos no Instagram gerado pelo Statigram, decidi fazer um post com as fotos mais curtidas no Facebook do Sob o céu de Paris. Vejam abaixo a lista das imagens que mais fizeram sucesso na Fan Page.

E como acontece muitas vezes de eu postar uma foto que eu achei um arraso e vocês não darem a menor bola, fiz também a lista das minhas 10 fotos favoritas que eu postei este ano (e elas são favoritas porque acho bonitas e porque também contam uma parte da minha história em Paris até agora).

Espero que vocês gostem! E que em 2014 todo mundo possa postar uma foto em Paris (porque vocês merecem)!

1- Foto da vista da minha casa: 314 <3


2- Saint Germain: 294 <3


3- Saint Paul: 246 <3




5- Reflexo da Torre Eiffel (e meu) no Palais de Chaillot: 221 <3


6- Fachada do Les Deux Magots (três dias depois da próxima foto): 209


7- Fachada do Les Deux Magots (três dias antes da foto anterior): 208


8- Sacré Coeur de Montmartre no dia de mais neve do ano: 197 <3


9- Pirâmide do Louvre em um dos primeiros dias de verão: 190 <3


10- Rue de Rivoli quando o sol começou a aparecer depois do longo inverno: 172 <3



Agora as minhas favoritas! Cada uma tem uma história!

1- Tirada no metrô Lamarck Caulaincourt, a mesma saída onde Amélie Poulain descreve o que vê para um cego. Foi tirada em um dia de verão, quando fui levar meu irmão para conhecer Paris de verdade e mostrar a cidade como eu a vejo. Ele, que não gostava antes de Paris (!!!) passou a adorar e, no final do passeio, ficava apontando prédios e dizendo "eu poderia morar ali". 


2- A primeira vez que eu vi neve caindo do céu. Estes foram os dias mais felizes em Paris até agora. Meu amigo Chico e eu fomos para o Buttes Chaumont escorregar de bunda na neve como se fôssemos crianças. No dia seguinte, ainda não satisfeitos com a quantidade de diversão no parque, fomos ver a Sacré Coeur, que é um dos meus lugares favoritos em Paris, coberta de neve e o seu entorno parecia um jardim mágico.


3- Foto tirada quando começou a esquentar em Paris. Mas o mais importante é que este foi o dia em que o casamento gay foi aprovado na França e meus amigos e eu fomos comemorar em frente à prefeitura. Foi também o começo dos dias quentes de verão.


4- Depois de semanas sem fazer um sol para alegrar as nossas vidas, um dia eu chego para trabalhar (ao lado do Jardin de Luxembourg) e me deparo com este céu de brigadeiro. Nem pensei duas vezes e corri pro parque: valeu a pena ter chegado atrasada no trabalho depois!


5- A primeira vez que eu vi o famoso Mont Blanc. 


6- Esta não foi tirada em Paris, mas em Nova York. Foi há duas semanas e eu cheguei ao Central Park para fazer um passeio e me deparei com esta luz incrível e o chão todo coberto de neve.


7- Este foi o primeiro dia da minha viagem a Nova York em março. Tinha sido a primeira vez que eu encontrava a minha família toda depois de 7 meses sem ver meus pais e eu estava caminhando pelas ruas com o meu irmão.


8- Caminhando com a minha mãe e o meu irmão quando eles foram me visitar no verão, esbarramos sem querer com este prédio incrível escondido quase no centro de Paris. A gente nem sabia, mas esta foto foi tirada logo depois que o paisagista que desenhou este jardim no prédio tinha colocado as plantas.


10- O começo do inverno este ano em Paris foi incrível, nunca tinha visto nada igual. O frio chegou com força logo que novembro chegou, mas, em compensação fomos brindados com esplendorosos dias de sol.


domingo, 1 de dezembro de 2013

Louis Vuitton causa polêmica em Moscou

Publicado hoje, n'O Globo.



Certamente o grande revolucionário comunista Vladimir Lenin já teve grandes sonhos enquanto caminhava pelas pedras da belíssima Praça Vermelha, em Moscou. No entanto, eu acredito que, nem nos seus mais desenfreados devaneios, ele jamais imaginou que um dia ela seria invadida por um símbolo gigantesco do capitalismo. Literalmente.

Foi instalada, na semana passada, uma mala Louis Vuitton de proporções de fazer inveja a qualquer monumento da cidade de Itu. O tamanho da polêmica causada pelo objeto, como se pode imaginar, foi diretamente proporcional à mala de 9 metros de altura e 30 de largura e, ontem, 3 dias depois do fim da sua montagem, ela já foi removida por ordem das autoridades russas.

O objetivo da Louis Vuitton era instalar, dentro da mala, uma exposição temporária que ficaria aberta do 2 de dezembro ao 19 de janeiro. A mostra seria dedicada a contar a história da marca francesa através das suas mais clássicas criações em seus 150 anos de existência. O enorme objeto será montado em um local ainda não divulgado da capital russa e o pobre Lenin, que está enterrado logo ali ao lado, poderá voltar a descansar em paz.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...