Música, ostras e cheesecake

abril 13, 2013


Música, ostras e cheesecake

She's Cake

Quem gosta de cheesecake, sempre é mais do que fã, chega a ser entusiasta. E é por esta característica que Sephora Saade, uma jovem de 28 anos, decidiu abrir sua loja de cheesecake no décimo segundo arrondissement de Paris. Munida de experiências com grandes chefes e de ótimas idéias, a moça transformou a sua pequena loja em sucesso absoluto na Cidade-Luz. As gostosuras preparadas por ela, tanto na tradicional versão doce, quanto na polêmica versão salgada do prato, chegaram a ganhar diversos prêmios, incluindo o Palmares do Figaro, na categoria de melhor cheesecake de Paris. O menu de sabores muda o tempo todo e Sephora propõe uma fórmula para almoço que custa apenas 8,50 e dá direito a entrada, prato principal e sobremesa, tudo com a leveza do creme à base de queijo.

She's Cake
20 avenue Ledru-Rollin
75012, Paris
De terça a sábado, das 10h30 às 20h
contact@shescake.com
Tel.: 01 53 46 93 16

Le Mary Celeste

O Mary Celeste é o novo bar/restaurante mais falado da cidade. Paris tem dessas, a cada semana aparece "O" novo lugar onde você tem que ir e que todo mundo fala a respeito, é um fenômeno interessante que até os parisienses fazem piada. Dos mesmos donos da Glass, badalado bar/casa noturna de Pigalle e ponto de encontro dos bobos parisienses (bobo = bourgeois-bohème, um tipo afrancesado de hipster novaiorquino), o novo restaurante do momento é especializado em ostras e cocktails, além de servir uma cerveja de pressão que é artesanal e vem do Brooklyn. Lá, as ostras custam 1 euro no horário de happy-hour (entre 17h e 19h). Mais barato que no supermercado!

Le Mary Celeste
1 rue Commines
75003, Paris
Aberto todos os dias das 17h às 02h.

Le Père Lachaise

Se você foi gótica, os seus dias de tomar vodca no cemitério podem já ter passado há muito tempo, ou mesmo nunca ter existido, mas talvez uma ponta de nostalgia seja sentida com esta sugestão de passeio pelo Père Lachaise. Na verdade, trata-se de um cemitério enorme dentro de Paris onde estão enterrados várias grandes personalidades da história mundial. Gente como Jim Morrison, Édith Piaf, Oscar Wilde, Balzac, Molière e vários outros estão todos juntos, descansando em paz (ou nem tanto, já que o lugar é cheio de turistas sempre) no Père Lachaise. É bem verdade que uma ida ao cemitério quando se está em Paris pode soar estranho mas, uma vez lá, a gente entende porque as pessoas sempre recomendam este passeio que soa tão bizarro. A realidade é que o cemitério não tem nada de macabro, pelo contrário, é bonito, arborizado, calmo e ainda disponibiliza um mapa gratuito com as tumbas das pessoas mais famosas enterradas lá. Pode ser um excelente refúgio para quem está cansado de dias de bate-perna pelo Louvre e redondezas.

Para ver uma versão digital do mapa das tumbas, clique aqui. Sim, isto realmente existe! E o site do cemitério (que não é um site oficial) ainda permite que você faça uma busca pelo nome do famoso que quer encontrar lá.

Père Lachaise
8, boulevard de Ménilmontant
75020, Paris
Tel. : 01 55 25 82 10

Ir a Paris e ver uma boa exposição sempre faz parte do roteiro de visitas. Se você já conhece os tradicionais, a hora é de partir para as exibiciões menos óbvios, mas nem por isso menos interessantes. Uma dica impredível para quem vem por agora é a exposição que comemora o centenário do mestre da música francesa, Charles Trenet. Apadrinhada por ninguém menos que Charles Aznavour, a mostra faz um panorama da tragetória de vida de Trenet através de suas músicas e de sua poesia. O grande compositor é responsável por músicas imortais, como Que reste-t-il de nos amours (conhecida pelos americanos como I wish you love), La Mer (também reprisada pelos americanos e chamada de "Beyond the sea", em inglês) e Douce France.

Galerie des bibliothèques
22 rue Malher
75004 Paris
De 11 de abril a 30 de junho

Posts relacionados

0 comentários