sexta-feira, 26 de abril de 2013

Uma noite de projeções

Fui ver ontem um espetáculo de projeções no Hôtel des Invalides. Recomendo muito! Fica até dia 7 de maio.

Clique aqui para ler n'O Globo.




Quem estiver em Paris até o dia 7 de maio não pode perder o espetáculo La Nuit aux Invalides, um show de projeções 3D em um dos imóveis mais bonitos de Paris. O Hôtel des Invalides é um prédio enorme que fica no sétimo arrondissement de Paris, na beirada do rio Sena e, além de ser um monumento maravilhoso, é também onde está a tumba de Napoleão Bonaparte. O gigantesco prédio, que foi originalmente construído com o propósito de ser um hospital para os feridos de guerra, já serviu de hospício, abrigo e convento e, para se ter uma idéia do tamanho, chegou a abrigar 4 mil pessoas.

Hoje em dia, o Invalides é um museu do exército que conta a história militar da França. E é justamente este o foco das projeções que a Nuit aux Invalides propõe: uma breve história das lutas francesas ao longo da história com images espetaculares em um espaço enorme e belíssimo. Criados pelo diretor artístico Bruno Seillier (um especialista na arte de projetar imagens em fachadas de prédios), os vídeos misturam efeitos especiais (como fogos de artifícios que explodem nas paredes), animações, fotos e obras de arte e maravilham o espectador a cada mudança de cena.

A folia visual dura 40 mintutos e é toda contada em francês. É verdade que, em alguns momentos da história, a impressão que dá é que o tom está um pouco patriótico demais, omitindo algumas partes e exagerando outras. Em todo caso, vale a pena ir ver, porque é um espetáculo de arrepiar, mesmo para quem não fala uma palavra de francês.





La Nuit Aux Invalides
Place Vauban
75007 Paris, France
Do dia 18 de abril ao 07 de maio
Entrada normal: 12 euros
Aberto todos os dias, exceto domingo e 1 de maio

quinta-feira, 25 de abril de 2013

O prédio de Niemeyer em Paris

A Sede do Partido Comunista é um prédio fascinante, e desenhado pelo Niemeyer. As visitas ao interior são restritas e precisam ser agendadas (não são aceitos grupos de turistas, normalmente), portanto, a exposição homenageando Brasília é uma ótima desculpa para entrar neste prédio lindo em Paris.

Clique aqui para ler o post original n'O Globo.




Visitar o prédio da sede do partido comunista em Paris já é, por si só, um passeio que todo brasileiro que vem à Cidade Luz deve colocar na sua rota turística, independente da sua orientação política. O prédio do partido é um dos três imóveis desenhados pelo arquiteto brasileiro na capital francesa e, dentre os três, é o mais antigo. Construído entre 1966 e 1971, o imóvel foi tombado pelo patrimônio histórico em 2007.
Pela primeira vez na França, uma exposição faz homenagem a este grande arquiteto utilizando como tema a nossa capital. Reunindo documentos inéditos, fotos e documentos históricos, a exposição "Brasília: meio século da capital do Brasil" remonta a história de Brasília desde o início da sua construção e homenageia os grandes nomes por trás desta cidade monumental: Niemeyer, Lúcio Costa e Jucelino Kubitschek.

A exposição de 50 anos de Brasília (comemorados em 2010) já passou por países como Espanha, Portugal, Argentina, Chile e Índia e, finalmente, chega à França. Uma excelente desculpa para visitar este famoso prédio de Niemeyer.
Espace Niemeyer

2, place du Colonel Fabien

75019 Paris

De 26 de abril a 15 de junho

Entrada Gratuita

quarta-feira, 24 de abril de 2013

O Rosa Bonheur

Na dica de hoje n'O Globo, eu contei as minhas impressões sobre a festa da aprovação do casamento homossexual na França e dei uma dica de um bar lindo e delicioso no Buttes Chaumont.

Clique aqui para ler n'O Globo!



O casamento homossexual foi aprovado ontem à tarde, depois de uma assembléia nacional, por volta de 17 horas (hora local), na capital francesa. A reação a este momento histórico pelas ruas de Paris foi menos entusiasmada do que eu imaginaria, mas bastante francesa ainda assim. Enquanto do outro lado do rio uma massa enorme de pessoas se manifestava e protestava em frente ao prédio do governo, do lado de cá do Sena a festa era bem menos numerosa e bem mais pacífica. É claro, era a causa daquele grupo que havia ganhado: a França finalmente deu mais um passo em direção a uma maior igualdade de direitos para os seus cidadãos.

A comemoração reunida em frente à prefeitura do quarto arrondissement de Paris parecia mais um pequeno agrupamento de gente se comparada à outra, mas os gritos de alegria eram frequentes e entusiasmados. Até o prefeito de Paris passou ao lado para ser saudado com palmas pelos poucos que o viram. As ruas do Marais, famoso bairro de Paris onde existe uma imensa concentração de boates e bares gays, estavam cheias como se fosse sábado à noite e, de vez em quando, viam-se grupos de pessoas gritando frases de militância e incentivando o público que se apinhava na porta dos bares.



E para celebrar a aprovação da lei, a dica de hoje é o Rosa Bonheur: um bar que talvez consiga melhor misturar gays e heterossexuais sem ser taxado de nada e permanecendo um ponto super cool da cidade. Localizado dentro do Buttes Chaumont, aquele parque encantado de que já falei aqui, o Rosa divide o fim de semana em duas partes: sábado, a noite hétero, domingo, a noite gay. Em ambos os casos, a chance de ter uma fila impraticável por volta de 19h é imensa, e você pode correr o risco de nem conseguir entrar, portanto, o conselho aqui é chegar cedo, ainda mais para ter qualquer esperança de conseguir uma mesa. O ambiente lá dentro é agradável e a música é alta e animada, mas é o lado de fora (especialmente nos dias de clima bom), com seus bancos de madeira e mesas rústicas, que é interessante. O parque, que já tem uma cara de paraíso, serve como cenário ideal para um drink com amigos em um bar que mais parece uma casa dentro de uma floresta encantada, com luzinhas coloridas, janelonas de vidro e um por do sol no meio da natureza.



Rosa Bonheur
2, allée de la Cascade
75019 Paris
Aberto de quarta a domingo
Tel.: 01 42 00 00 45

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Chanson de Lundi

Videoclipe novo do Benjamin Bilay em dueto com Vanessa Paradis.

Boa semana!


A bola vermelha

Tem uma bola vermelha gigante passeando pelas ruas de Paris! Quer saber mais? Veja o texto aí embaixo ou leia direto n'O Globo.


Desde o último dia 18, aterrissou em Paris uma visitante um tanto quanto inusitada: a RedBall. Vinda dos Estados Unidos, com a altura em torno de 4 metros e meio e pesando um pouco mais de 110 quilos, esta enorme bola vermelha inflável vai fazer turismo pelas ruas de Paris visitando diversos pontos espalhados pela cidade.

A RedBall uma é criação do artista Kurt Perschke e a história é que, em 2001, ele foi contactado por uma agência em Saint Louis, nos EUA, para desenvolver um projeto de intervenção urbana. Depois disso, a simpática bola de PVC já viajou ao redor do mundo passando por lugares como Londres, Abu Dhabi, Taipei, Toronto, Sidney e Barcelona. Objeto único, a RedBall, que leva por volta de 40 minutos para inflar, é sempre instalada diretamente no local.

Para saber onde por onde a bola passará antes de voltar para casa, basta acompanhar o site oficial do projeto, os lugares são sempre divulgados a cada dia e a bola ainda passará por mais 7 pontos, em Paris, a serem anunciados. De acordo com o site da prefeitura, no entanto, já foi informado que, no próximo fim de semana, ela estará nos seguintes endereços:

Sexta-feira, 26: 7 rue du Bourg-l'Abbé
Sábado, 27: Passerelle Simone de Beauvoir
Domingo, 28: Jardin du Luxembourg

domingo, 21 de abril de 2013

Uma festa no Rio Sena

Clique aqui para ler n'O Globo.






Se você sempre sonhou em beber com os amigos festejando com música boa em um passeio pelo rio Sena, a empresa Green River Cruises criou uma solução interessante e acessível para os bolsos mais modestos. A empresa propõe passeios com os seus pequenos barcos que você pode alugar só para o seu grupo de amigos e fazer uma pequena festinha enquanto passa pela Notre Dame e pela Île Saint Louis.

Cada passeio inclui garrafas de vinho (a quantidade varia de acordo com o pacote) e você pode levar as comidas e bebidas que quiser sem ser cobrado por isso, mas a parte mais interessante da oferta é que você pode levar a sua própria playlist para ouvir durante o passeio, quem escolhe a música que vai tocar durante todo o trajeto é você.

A tarifa varia entre 36 e 75 euros por pessoa e o serviço também permite casamentos e eventos especiais por um pacote diferenciado, basta contactá-los por email.

www.greenriver-paris.fr
info@greenriver-paris.fr

Lojas de vinil em Paris

O post de ontem foi sobre o Record Store Day que, na França, chama-se Disquaire Day. O site do evento lista as lojas de discos parceiras que é uma mina preciosa para quem quer vir a Paris e comprar uns vinis.

Cliquei aqui para ler n'O Globo.







No dia 20 de abril de 2007, foi criado, no Reino Unido, o dia da Loja de Disco (Record Store Day), dedicado aos amantes de boa música e do vinil. O eventou chegou à França em 2010 com o nome de Disquaire Day e, a esta terceira edição conta com diversos artistas e shows ao vivo. Entre as ações do evento, estão previstos lançamentos de singles e de discos inéditos que serão lançados para o Disquaire Day.

Com uma lista de mais de 50 lojas de discos parceiras somente em Paris e mais tantas outras espalhadas pela França, Suíça e Bélgica, o site do Disquaire Day, ainda faz o favor de listar os vários endereços destas lojas facilitando o trabalho de quem vem a Paris atrás de vinis e discos raros. Se você quiser ver a lista completa, clique aqui.

Aos colecionadores, o conselho é: não deixe de conferir este endereços incríveis de onde comprar vinil em Paris, é uma lista preciosa!

www.disquairesday.fr

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Um dia de tweet em Paris







































Clique aqui para ler n'O Globo.



A prefeitura de Paris preparou para o dia de hoje uma surpresa especial para os internautas amantes da Cidade-Luz: um dia de tweets sobre Paris. Os interessados em demonstrar a sua admiração pela cidade podem participar da brincadeira literária usando a rede social Twitter com o hashtag #jdtap (jour de tweet à Paris). Funciona assim: entre meio-dia e meia-noite (hora local), você posta no seu Twitter uma frase com até 140 caracteres sobre Paris (e em francês, claro) usando o #jdtap e a sua frase pode ser escolhida para ser gritada pelas ruas de Paris pelos atores contratados pela prefeitura.

Os "gritadores de tweet" estarão localizados em vários pontos da cidade e, vestidos de gavroches contemporâneos e munidos de um tablet conectado à internet, passarão o dia, entre 11h e 18h, declamando as melhores frases postadas pelos internautas. Solte o Baudelaire que existe dentro de você e participe também da brincadeira!

Onde encontrar os atores contratados pela prefeitura:

- Place de la Bastille (Bastille)
- Place Joaquim du Bellay (Halles)
- Place des Abbesses (Montmartre)
- Place Raoul Dautry (Montparnasse)
- Place de la Bataille-de-Stalingrad
- Rue Gustave V de Suède (alamedas do Trocadéro)

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Festival de Cannes 2013

Clique aqui para ler n'O Globo.















































Foi divulgada há poucos minutos em Paris, às 11 da manhã (hora local), a lista de filmes que concorrerá na 66a edição do Festival de Cannes, que, este ano, acontecerá entre os dias 15 e 26 de maio. Entre os selecionados, aparecem os Irmãos Coen, Soderbergh, Nicolas Winding Refn e até o polêmico Roman Polanski.

Com a presença da mestre de cerimônias Audrey Tautou, a eterna Amélie Poulain, e com o grande Steven Spielberg na cabeceira da mesa de juri, o festival abrirá oficialmente com a projeção da versão cinematográfica do clássico de Scott Fitzgerald "O Grande Gatsby", assinada por Baz Luhrmann e com Leonardo DiCaprio no papel principal. A mostra paralela do festival, chamada de "Un certain regard", será aberta com "The Bling Ring", filme de Sofia Coppola inspirado por um artigo da revista Vanity Fair que conta a história de um grupo de adolescentes de Los Angeles que roubam roupas e acessórios de luxo de dentro da casa de celebridades.

O cartaz do festival, que sempre chama atenção pela beleza, este ano traz um beijo incrível de Paul Newman em sua esposa e parceira de vida Joanne Woodward, com quem o ator passou 50 anos casado, até a sua morte em 2008. O retrato, tirado pelo fotógrafo do set do filme "Amor daquele jeito", que conta uma história de amor pouco tradicional e se passa em Paris na década de 60, foi manipulado pela agência de comunicação Bronx para ter um pano de fundo movimentado, dando uma idéia mais cinematográfica ao beijo do casal.

O encerramento do festival, no dia 26 de maio, terá a projeção do filme "Zulu", do diretor francês Jérôme Salle, com o talentoso Forest Whitaker e o ex-elfo Orlando Bloom.






quarta-feira, 17 de abril de 2013

Visita guiada ao Quartier Latin



















































Visita guiada ao Quartier Latin

O conhecido blog Paris Zig-Zag propõe, para o próximo domingo, dia 21, uma visita guiada a um dos lugares com histórico mais boêmio e intelectual de Paris: o Quartier Latin. Lar de maravilhas arquitetônicas como o Panthéon e a igreja Saint-Séverin, uma das mais velhas de Paris, este pedaço da cidade já foi explorado em diversos filmes e, não à toa, é lá que ficam as escadarias onde o personagem Gil, de "Meia-noite em Paris", senta-se toda noite para esperar o carro que vai levá-lo de volta no tempo e ao encontro de seus artistas favoritos.



Era nesta mesma vizinhança, por exemplo, que morava o grande escritor Ernest Hemingway durante a sua juventude pobre em Paris. Foi exatamente neste quartier tão charmoso que ele escreveu o delicioso livro "Paris é uma festa", e onde ele passeava com Gertrude Stein e bebia com Scott Fitzgerald. Morador do número 74 da Rue Cardinal Lemoine, o escritor vagueava sempre por cafés e bares ao redor da famosa Rue Mouffetard, que fica um pouco mais embaixo de onde era o seu prédio. Ali ao lado, inclusive, fica o endereço onde o poeta famoso Paul Verlaine havia morrido alguns anos antes. Enfim, tudo isso para mostrar que, realmente, o Quartier Latin é cheio de história e são estas anedotas da vida de Paris que o Paris Zig Zag planeja contar durante a visita guiada.



Para conseguir um um lugar neste passeio tão promissor, basta clicar aqui e pagar 12 euros através do próprio site Paris Zig Zag e aguardar a confirmação do pagamento. O ponto de encontro da visita será enviado por email. Para saber mais informações, basta enviar as suas dúvidas para o endereço: contact@pariszigzag.com.


terça-feira, 16 de abril de 2013

Mama Shelter: um hotel de Philippe Starck

Clique aqui para ler o artigo n'O Globo.

Aberto em setembro de 2009, o Mama Shelter é um hotel-boutique localizado no vigésimo arrondissement de Paris. Em sociedade com os mesmos donos da rede Club Med, Philippe Starck desenhou e concebeu este hotel que propõe um conceito diferente de acolher os hóspedes visando uma experiência mais informal ao seus clientes para fazê-los se sentirem o mais em casa possível. Vencedor de vários prêmios de hotelaria, o Mama Shelter já saiu em diversas publicações internacionais e o seu restaurante e pizzaria atraem gente como Vincent Cassel e Monica Bellucci, que moram na vizinhança.



A cada andar, na saída do elevador, tem um espelho imenso que serve como quadro de aviso para apontar informações importantes, como a previsão do tempo para o dia e as opções de onde sair em Paris naquela noite. Os quartos, sempre equipados de cadeiras e luminárias com a assinatura de Stack, possuem um quê kitsch, com algumas referências pop: como as máscaras de Minnie, Super-Homem, Batman e afins que estão sempre presentes na cabeceira das camas. Serviço de quarto e carregadores de mala são coisas inexistentes no Mama Shelter mas, por outro lado, você pode muito bem pegar uma bandeja com o seu prato de comida ou uma fatia de pizza no restaurante e levar para o seu quarto. Além disso, cada quarto é equipado com uma pia, um forno microondas e frigobar, permitindo que você faça lanchinhos que trouxe do supermercado, por exemplo.

 


Cada um dos 172 quartos do hotel é equipado de um iMac com um aplicativo feito exclusivamente pela Apple para o Mama Shelter. O aplicativo permite que você veja a lista de lançamentos de filmes (que são gratuitos), escute música, acesse a internet e tire foto de você mesmo dentro do quarto. Esta opção, inclusive, permite que você mande as fotos tiradas para o seu próprio email e você pode até mesmo escolher compartilha-las nos outros monitores espalhados pelo hotel. Desta forma, no restaurante, há um iMac que mostra as fotos dos hóspedes que decidiram mostrar as suas próprias fotos.



Mesmo que você não queira ficar num hotel deste estilo, vale a pena ir lá para conhecer: somente a ambiência criada por Philippe Starck já vale o passeio!








Mama Shelter
109 rue de Bagnolet
75020, Paris
Tel.: +33 (0)1 43 48 48 48

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Onde se depilar em Paris?

Clique aqui para ler n'O Globo.







































Uma das grandes preocupações de uma mulher que sai de férias por um longo período é sempre o mesmo: a depilação. Muitas vezes, estas pequenas dicas do cotidiano que parecem banais quando estamos na nossa casa tornam-se as maiores dificuldades quando estamos viajando. E é por isso que eu fico contente de afirmar que, em Paris, você não precisa mais passar por este sufoco. No Brasil, dizemos que as francesas não se depilam e, olhando a quantidade de salões de depilação que existe nesta cidade, acho bem difícil de acreditar. Aqui, existe uma grande rede de centros de depilação como qualquer rede que a gente encontra no Brasil. A cera, as técnicas, tudo é igual, e você não precisa nem mesmo de marcar horário, é só chegar e ser atendida.



O instituto Body Minute, que existe também em outros países, como Portugal, Espanha, Bélgica e Estados Unidos, é uma rede enorme e, só em Paris, existem mais de 50 pontos de atendimento, ou seja, não vai nem ser difícil de acharum deles. O preço por região varia entre 8 e 21 euro e cada salão tem horários relativamente diferentes uns dos outros, alguns fecham às 19h, outros às 20h, alguns abrem no sábado, outros não, mas é só procurar no site os horários de funcionamento dos institutos mais perto do seu hotel. E falo no plural porque certamente vai ter mais de um perto de você!

domingo, 14 de abril de 2013

Um outlet charmoso perto de Paris

Clique aqui para ler o artigo n'O Globo.

Uma das coisas mais divertidas de Paris, tirando a beleza espetacular da cidade, é fazer compras. Aqui, encontram-se todas as marcas de luxo do mundo inteiro, além de produtos de beleza que no Brasil custam uma fortuna. Mas, como em Paris falta espaço pra tudo, o tempo todo, viver nesta cidade é acostumar-se com as proporções menores, as coisas apertadas e o comércio se batendo para um lugarzinho ao sol. É natural, portanto, que shoppings e outlets sejam fora de Paris: simplesmente não tem muito bem onde colocá-los dentro desta cidade, não há onde. Mas o outlet La Vallée Village aproveitou que o seu endereço é longe para utilizar o máximo de espaço possível. Trata-se de um outlet que fica bem ao lado da Disney.

O lugar que, ao mesmo tempo que te tira de Paris e te dá a impressão de estar no interior (já que as lojas são casinhas espalhadas por um espaço que parece mais cidade cenográfica de novela das 6) tem mais de 120 marcas de luxo do mundo inteiro com, pelo menos 30% de desconto, e te permite fazer compras com a tranquilidade, dentro de uma vilinha super charmosa a agradável.



O acesso é por carros particulares (possui estacionamento gratuito) e por pequenas vans que saem do centro de Paris todos os dias às 09h30 e depois às 12h30. A volta é programada para as 14h30 ou 17h. Clique aqui para saber mais detalhes de como funciona o serviço. Além disso, é claro, o Vallée Village oferece serviços de motorista, para quem puder desembolsar um pouco mais de dinheiro pelo conforto de um carro particular. Aberto de segunda a segunda, de 10h às 19.

La Vallée Village
3 Cours de la Garonne
77700 Serris
France
Tel.: +33 (0)1 60 42 35 01
Email: LaValleeVillage@ValueRetail.com

sábado, 13 de abril de 2013

Música, ostras e cheesecake


Música, ostras e cheesecake

She's Cake

Quem gosta de cheesecake, sempre é mais do que fã, chega a ser entusiasta. E é por esta característica que Sephora Saade, uma jovem de 28 anos, decidiu abrir sua loja de cheesecake no décimo segundo arrondissement de Paris. Munida de experiências com grandes chefes e de ótimas idéias, a moça transformou a sua pequena loja em sucesso absoluto na Cidade-Luz. As gostosuras preparadas por ela, tanto na tradicional versão doce, quanto na polêmica versão salgada do prato, chegaram a ganhar diversos prêmios, incluindo o Palmares do Figaro, na categoria de melhor cheesecake de Paris. O menu de sabores muda o tempo todo e Sephora propõe uma fórmula para almoço que custa apenas 8,50 e dá direito a entrada, prato principal e sobremesa, tudo com a leveza do creme à base de queijo.

She's Cake
20 avenue Ledru-Rollin
75012, Paris
De terça a sábado, das 10h30 às 20h
contact@shescake.com
Tel.: 01 53 46 93 16

Le Mary Celeste

O Mary Celeste é o novo bar/restaurante mais falado da cidade. Paris tem dessas, a cada semana aparece "O" novo lugar onde você tem que ir e que todo mundo fala a respeito, é um fenômeno interessante que até os parisienses fazem piada. Dos mesmos donos da Glass, badalado bar/casa noturna de Pigalle e ponto de encontro dos bobos parisienses (bobo = bourgeois-bohème, um tipo afrancesado de hipster novaiorquino), o novo restaurante do momento é especializado em ostras e cocktails, além de servir uma cerveja de pressão que é artesanal e vem do Brooklyn. Lá, as ostras custam 1 euro no horário de happy-hour (entre 17h e 19h). Mais barato que no supermercado!

Le Mary Celeste
1 rue Commines
75003, Paris
Aberto todos os dias das 17h às 02h.

Le Père Lachaise

Se você foi gótica, os seus dias de tomar vodca no cemitério podem já ter passado há muito tempo, ou mesmo nunca ter existido, mas talvez uma ponta de nostalgia seja sentida com esta sugestão de passeio pelo Père Lachaise. Na verdade, trata-se de um cemitério enorme dentro de Paris onde estão enterrados várias grandes personalidades da história mundial. Gente como Jim Morrison, Édith Piaf, Oscar Wilde, Balzac, Molière e vários outros estão todos juntos, descansando em paz (ou nem tanto, já que o lugar é cheio de turistas sempre) no Père Lachaise. É bem verdade que uma ida ao cemitério quando se está em Paris pode soar estranho mas, uma vez lá, a gente entende porque as pessoas sempre recomendam este passeio que soa tão bizarro. A realidade é que o cemitério não tem nada de macabro, pelo contrário, é bonito, arborizado, calmo e ainda disponibiliza um mapa gratuito com as tumbas das pessoas mais famosas enterradas lá. Pode ser um excelente refúgio para quem está cansado de dias de bate-perna pelo Louvre e redondezas.

Para ver uma versão digital do mapa das tumbas, clique aqui. Sim, isto realmente existe! E o site do cemitério (que não é um site oficial) ainda permite que você faça uma busca pelo nome do famoso que quer encontrar lá.

Père Lachaise
8, boulevard de Ménilmontant
75020, Paris
Tel. : 01 55 25 82 10

Ir a Paris e ver uma boa exposição sempre faz parte do roteiro de visitas. Se você já conhece os tradicionais, a hora é de partir para as exibiciões menos óbvios, mas nem por isso menos interessantes. Uma dica impredível para quem vem por agora é a exposição que comemora o centenário do mestre da música francesa, Charles Trenet. Apadrinhada por ninguém menos que Charles Aznavour, a mostra faz um panorama da tragetória de vida de Trenet através de suas músicas e de sua poesia. O grande compositor é responsável por músicas imortais, como Que reste-t-il de nos amours (conhecida pelos americanos como I wish you love), La Mer (também reprisada pelos americanos e chamada de "Beyond the sea", em inglês) e Douce France.

Galerie des bibliothèques
22 rue Malher
75004 Paris
De 11 de abril a 30 de junho

sexta-feira, 12 de abril de 2013

O terraço da Louis Vuitton







































O terraço da Louis Vuitton

Paris, para a maioria dos turistas, se resume a duas coisas: fazer compras e se maravilhar com as vistas que a cidade proporciona. Em vários lugares, é possível combinar estes dois universos, mas é raro uni-los com tanto esplendor quanto como na loja Louis Vuitton da Champs-Elysées. O delicioso blog Paris Lado B (que, infelizmente, é atualizado com pouca frequência) publicou uma dica imperdível: subir no terraço da elegante loja de bolsas para ser brindado com uma vista imperdível de Paris.

O jornalista Gabriel Burst, que atualiza o blog, diz que não é preciso comprar nada na Louis Vuitton para ter acesso ao seu terraço, basta estar lá na porta e entrar quando ela estiver aberta. Aliás, esta é uma dica preciosa. A maioria das pessoas segue muito as regras quando viaja, por não saber o que se pode ou não fazer, onde podem ou não entrar. É claro que eu não estou sugerindo que vocês saiam entrando por tudo que é porta aberta de Paris, mas aqui a curiosidade não mata ninguém e, várias vezes, ela é bem recompensada com vistas incríveis, como a da Louis Vuitton.


























Lá em cima, além de poder enxergar a avenida mais famosa do mundo quase inteira, pode-se ver com esplendor a torre Eiffel coroando os pequenos prédios de Paris com os seus telhados azulados. O ideal para uma visita dessas, naturalmente, é em um dia ensolarado, mas, se começar a chover, o visitante pode correr para conhecer o espaço cultural Louis Vuitton e apreciar alguma das várias exposições sasonais que eles organizam. A exposição que está lá atualmente é particularmente simpática: uma reunião de postais e cartas de gente que, entre as décadas de 50 e 70, decidiram usar as correspondências como forma de expressão artística. Um programa romântico, cultural e de graça!

Espace Culturel Louis Vuitton
60 rue de Bassano 75008 Paris
Aberto de segunda a sábado, de 12h às 19h
Tél. : 01 53 57 52 03
Email : espaceculturel@louisvuitton.com

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Furtos no Louvre

Só este mês, tenho 3 amigos que tiveram os celulares roubados. Um deles, já é o quarto iPhone que levam. Aviso e não canso de repetir: tenham cuidado ao visitar Paris!







































Furtos no Louvre

O museu do Louvre ontem fechou as suas portas. Em pleno horário de expediente, em uma quarta-feira normal, a decisão parece um tanto quanto estranha, mas tem um motivo mais perturbador ainda: os funcionários, cansados do assédio dos pickpockets (os ladrões que colocam as mãos nos bolsos dos turistas visando roubar carteiras, passaportes e telefones), decidiram fechar as portas em pleno horário de funcionamento normal do museu como forma de protesto.













De acordo com o porta-voz do Louvre, os funcionários, que sofrem muito com as tentativas de furto dentro do prédio do museu (seja tentando proteger os visitantes ou proteger a si mesmos), decidiram realizar o protesto para chamar atenção para a questão alarmante. Os protagonistas dos furtos, muitas vezes crianças em bandos, entram no museu gratuitamente e, por serem menores, não podem ser presos. Sendo assim, tornam-se cada vez mais agressivos.

A questão, naturalmente, ultrapassa os muros do museu mais visitado do mundo, e a verdade é que Paris, cada vez mais, sofre com o assédio de pickpockets para todos os lados. Quem mora aqui sabe de pelo menos de um caso em que alguém teve seu celular roubado, seja no metrô ou andando pelas ruas, durante o dia ou durante a noite. Por isso, o conselho para os brasileiros é o seguinte: não pensem que, por estar na Europa, estamos sempre seguros, ao contrário: Paris é uma cidade perigosa e é preciso ter muita atenção, especialmente em lugares turísticos ou com grande fluxo de gente, como as estações de metrô e os museus.

quarta-feira, 10 de abril de 2013

O pain au chocolat

Aqui em Paris, quando estou um pouco triste ou chateada, corro pra boulangerie mais próxima e como um pain au chocolat, não existe terapia melhor! Por isso, fui atrás do melhor pain au chocolat de Paris para falar na dica de hoje d'O Globo.







































O pain au chocolat

Quando o assunto é pain au chocolat, os franceses não estão de brincadeira. Para os especialistas (sim, é claro que eles existem!), o pain au chocolat perfeito deve atingir um equilíbrio ideal entre o sabor da manteiga, que não deve ser exagerado, e o doce do chocolate. Duas barrinhas de chocolate amargo, por exemplo, são, necessariamente, melhores que uma, mas, se elas estiverem mal posicionadas, o sucesso certamente não está garantido.





















Além disso, todo bom amante da gostosura sabe muito bem que os melhores pain au chocolat são aqueles com a massa folhada fresca, dourada, crocante e, de fato, cheia de folhas. Nada pode ser mais frustrante para um connaisseur desta iguaria que um pain au chocolat mole, com a massa que mais lembra um brioche do que um croissant. Em 2009, o Le Figaro partiu para uma busca pelo melhor pain au chocolat de Paris e, no final, divulgou uma lista dos 25 melhores lugares para comê-lo na capital. O ganhador foi a boulangerie Julien, que fica na Saint-Honoré. A lista é antiga, é verdade, mas o pain au chocolat de lá continua delicioso, sem falar que sair degustando esta delícia por aí nunca foi sacrifício para ninguém!

JULIEN
75 Rue Saint-Honoré
75001 Paris.
Aberto de segunda a sábado, entre 06h30 e 20h
Tel.: 01 42 36 24 83

terça-feira, 9 de abril de 2013

Single novo da Zaz

A cantora Zaz já lançou On Ira, o primeiro single do seu segundo disco. Entitulado de Recto Vesto, o álbum será lançado no dia 10 de maio, em versão digital, e, no 13 de maio, o disco físico.

Sally Hansen em Paris!

A dica d'O Globo de hoje são os produtos da marca Sally Hansen, que finalmente chegaram em Paris.






































Sally Hansen em Paris

As apaixonadas pelas unhas podem comemorar: finalmente os produtos da marca norte-americana Sally Hansen estarão disponíveis na Sephora francesa. A marca, tradicional e conhecida como a melhor em produtos de manicure nos Estados Unidos, existe há mais de 50 anos e reina absoluta na terra do Tio Sam. Curiosamente, foi só em março deste ano que ela chegou em Paris.

Produtos célebres nos EUA, como o "Hard as Nails", o hidratante de cutículas e os esmaltes, até agora, eram simplesmente desconhecidos pelas francesas. Além destes produtos, a Sephora já disponibiliza, no seu site e nas lojas físicas, alguns dos outros sucessos da enorme gama de produtos da Sally Hansen, como o famoso removedor instantâneo de cutículas e as bases nutritivas que recuperam unhas quebradas.

Clique aqui para localizar todas as lojas da Sephora em Paris.

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Granado no Bon Marché

A dica d'O Globo de hoje é para quem, como eu, ama a Granado. Quando eles voltaram a aparecer nas farmácias brasileiras, eu fiquei igual uma louca comprando tudo o que podia para experimentar. E logo quando eu já estava ficando meio triste porque o óleo Ylang-Ylang deles que eu trouxe pra Paris está acabando, vou e esbarro com esta notícia!







































Granado no Bon Marché!

Começa, na próxima quarta-feira, a homenagem do Le Bon Marché ao Brasil. A tradicional loja parisiense adora explorar outras culturas e dar destaque a países do mundo inteiro em suas prateleiras, e este ano nós somos os escolhidos. Localizada na Rive Gauche, a grande loja de departamentos selecionou 120 marcas brasileiras que variam entre roupas, acessórios, comidas e produtos de beleza.



Na categoria beleza, a Granado, tradicional marca carioca, estará presente com a sua linha de produtos naturais. Os produtos, que incluem a linha Phebo, variam entre perfumes, sabonetes líquidos e hidratantes, e saem entre 10 e 169 euros (sendo este último uma caixa de luxo com 5 perfumes), e estarão dispostos em alguma prateleira nobre na sessão de beleza do Le Bon Marché.



24, Rue de Sèvres
75007 Paris, France
De segunda a sábado, de 10h às 20h (quinta e sexta até 21h)
Tel: +33 1 44 39 80 00

domingo, 7 de abril de 2013

Finalmente um post!

Pois é, leitores, me dei conta hoje de que faz mais de um mês que não atualizo isto aqui. Será que tem alguém aí ainda?

Bom, vamos às novidades: eu comecei a escrever o blog diário sobre Paris n'O Globo e estou super contente. Como escrevo um post por dia e este blog está pobre e infeliz, decidi que vou colar os textos de lá aqui no Sob o céu de Paris todos os dias, para dar uma movimentada aqui!

**************

Semana passada, Gainsbourg teria feito 85 anos, no dia 02 de abril. Naturalmente, a data merece uma comemoração e eu posto aqui a minha favorita dele, no momento.




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...